Saiba quais são os princípios de auditoria e como ela é importante para sua empresa

By in
2868
Saiba quais são os princípios de auditoria e como ela é importante para sua empresa

Saiba quais são os princípios de auditoria e como ela é importante para sua empresa

As empresas estão cada vez mais aderindo aos serviços de auditoria interna na busca de padrões de excelência de seus serviços ou produtos. Afinal, os princípios da auditoria permitem orientações concretas para alcançar o máximo desempenho. Isso acontece por meio da valorização das ações bem-sucedidas, pela prevenção de riscos e pelo apontamento de falhas e inconsistências.

Porém, é necessário ter um sistema de gestão que viabilize essa trajetória. Nesse contexto, uma das opções mais seguras e consagradas no mercado tem a ver com a série ISO, que se subdivide em outras vertentes. Por exemplo:

  • ISO 9001:2015;
  • ISO 14001:2015;
  • ISO45000:2015.

Desse modo, a norma ISO 9001 estabelece as diretrizes e critérios para realizar as auditorias, inclusive a de certificação. Com base nesse conjunto de regras, veja os princípios da auditoria:

  • Integridade;
  • Apresentação justa, reportar com veracidade e exatidão;
  • Cuidado profissional;
  • Confidencialidade;
  • Independência;
  • Abordagem baseada em evidências;
  • Abordagem baseada em risco.

Portanto, quando a empresa cumpre com as obrigações técnicas da ISO, indiretamente, ela estará cuidando da responsabilidade social e empresarial. Afinal, haverá padrões desde a captação de insumos, passando pelos processos, até alcançar a entrega ao cliente e o descarte correto dos rejeitos.

Tipos de auditorias de sistema de gestão

Além dos princípios da auditoria da ISO 9001, é importante saber os tipos de auditoria regulados pela norma ISO 19011:2018, que trouxe algumas atualizações. Assim, o gestor fica por dentro das mais recentes mudanças em relação à auditagem. Observe os tipos de auditoria ISO 9001.

Auditoria de 1ª parte

A auditoria de 1ªparte também é definida como Auditoria Interna, uma atividade independente. Nesse caso, o objetivo das análises é adicionar valor e melhorar as operações de uma organização.

Ou seja, aqui estamos falando de um método ordenado e disciplinado, soberano e documentado. Além disso, a meta da auditoria interna é recolher evidências e analisa-las profundamente. Nesse trabalho, é possível escolher que o processo seja dirigido internamente, por auditor interno, ou então por um terceirizado — externo.

Toda essa cadeia de atividades vai descobrir se o sistema de gestão está dentro das imposições ISO. Ao final, a auditoria é finalizada com relatório expondo problemas e soluções. Observe os benefícios à companhia que adere!

  • Aumento do controle sobre os processos: toda a metodologia de avaliação de processos será verificada, bem como as próprias operações em si. Assim, como resultado, conquista-se mais eficiência. A consequência é um aumento no desempenho, seja pela expansão da qualidade, seja pela queda nos erros ou ambos os fenômenos;
  • Estímulo à adesão às políticas internas: o trabalho da auditoria de 1ª parte vai inspecionar as políticas internas de um negócio para saber se elas estão em aderência aos modelos ISO. Mais do que isso: pelos princípios da auditoria, é preciso verificar se as regras em vigor estão mesmo sendo cumpridas;
  • Antecipação de riscos: A auditoria interna mapeia tanto os problemas reais como os possíveis perigos ao negócio. Assim, ela dá tempo para que a gestão defina e pratique planos de ação para amenizar os danos. Em alguns casos, é possível até mesmo impedir que as inconformidades aconteçam.

 

Auditoria de 2ª parte

A auditoria de 2ª parte, também chamada de auditoria de fornecedor externo ou auditoria de outra parte interessada, é realizada para avaliar a conformidade dos parceiros com o sistema. Nesse caso, a organização interessada escolhe se fará a auditoria com meios próprios ou por uma consultoria empresarial.

Assim, ela fará avaliações dos requisitos legais e/ou contratuais. Essa auditoria tem como propósito estabelecer uma relação de maior confiança com os fornecedores. Além disso, ela potencializa o valor dos produtos. Afinal, por meio dessa atividade, a organização consegue atingir mais qualidade, minimizando riscos e desvios.

Veja algumas das recompensas da auditoria de fornecedor:

  • Garantia de transparência às negociações;
  • Melhores condições de compra;
  • Insumos e serviços enquadrados nas boas práticas;
  • Prevenções de fraudes e golpes.

Auditoria de 3ª parte

A auditoria de 3ª parte, ou auditoria de certificação, tem como condutor um organismo certificador habilitado junto ao INMETRO. A ideia é que um auditor independente realize as verificações para fins de certificação do sistema de gestão. Confira os benefícios da auditoria de 3ª parte:

Satisfação do cliente

Os princípios da auditoria ajudam a aperfeiçoar mercadorias e serviços. Dessa forma, a empresa tem mais condições de ampliar suas vendas e fidelizar seus clientes.

Ingresso a novos mercados

As certificações ISO contam com reconhecimento mundial. Por esse motivo, elas abrem portas para novos negócios. Assim, a detentora do selo pode finalmente acessar e negociar com grandes players da economia, dentro e fora do Brasil.

Integração dos sistemas

A ISO garante a integração entre o sistema principal de um negócio com os adjacentes e os novos. Assim, além de conectar toda a estrutura, a companhia também adapta todos os componentes às exigências das melhores práticas.

Portanto, essas certificações são opcionais para as empresas, mas permitem que a organização conquiste mais poder competitivo. Afinal, o negócio cumprirá com as exigências de mercado! Além disso, seguirá à risca os princípios da auditoria. Em outras palavras, ganha-se muita credibilidade!

O papel de uma consultoria ISO 9001 é fundamental nesse processo. Por falar nisso, a PGBR fornece todo o suporte por meio de profissionais habilitados. Assim, as contratantes concluem todas essas etapas com sucesso. Ou seja, colocamos o sistema de gestão no caminho certo rumo às certificações reconhecidas no mercado. Quer saber mais?

Então entre em contato com a PGBR!

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *