Responsabilidade social empresarial: o que é e por que aderir?

By in
363
Responsabilidade social empresarial: o que é e por que aderir?

A Responsabilidade Social Empresarial (RSE) é a gestão de negócios focada no comportamento ético. Desse modo, as organizações que adotam esse estilo levam em conta valores sociais em suas tomadas de decisão.

Ou seja, a preservação ambiental, o reconhecimento à cultura e a contribuição com a saúde, a educação e a economia estão presentes nas suas rotinas produtivas, de vendas, de transporte, de consumo energético etc.

E o que uma companhia ganha ao primar pela RSE? Primeiramente, ela colabora com uma sociedade mais equilibrada. Isso tem um retorno financeiro importante, uma vez que fornecedores, clientes e investidores cada vez mais apreciam os princípios morais.

Assim, a Responsabilidade Social Empresarial direciona as corporações para o chamado desenvolvimento sustentável.

Desse modo, a meta ainda é o lucro, mas não de qualquer forma, não de qualquer jeito. Nesse modo de administrar, uma organização respeita todos os preceitos citados, conciliando-os com seus objetivos financeiros e comerciais. Quer saber mais? Então confira nosso post!

O que é a Responsabilidade Social Empresarial?

A Responsabilidade Social Empresarial não pode ser resumida a ações de filantropia, feitas com boa intenção, mas sem o devido planejamento. Na verdade, ela consiste em uma verdadeira cultura corporativa.

Diante disso, essa estratégia requer uma preparação, um estudo para adaptar as ações sociais às expectativas de negócio. Ou seja, ela precisa atingir toda a cadeia produtiva, o que inclui as relações internas e externas.

Por que esse modelo é importante hoje em dia?

Os consumidores cobram das empresas uma postura mais ética. Dessa forma, as organizações levam isso em consideração na hora de escolher seus parceiros.

Em outras palavras, companhias que não se enquadram nesse critério, muitas vezes, podem perder oportunidades decisivas.

Além disso, os colaboradores preferem atuar em organizações mais humanizadas. Assim, a Responsabilidade Social Empresarial também é crucial para reter talentos.

Como estamos falando de valores subjetivos que envolvem clientes, fornecedores, opinião pública, recursos humanos, entre outros, ela afeta diretamente a capacidade competitiva. Veja nossa proposta para implementar a ideia!

Fornecedores

É preciso instituir uma gestão de fornecedores comprometida com a ética. Em outras palavras, deve haver critérios ao selecionar os parceiros. Por exemplo: estabelecer negócios apenas com companhias que respeitem a legislação ambiental.

Respeito à causa verde

Por falar em natureza, uma corporação com Responsabilidade Social Empresarial também tem de fazer a sua parte nesse quesito. Assim, é crucial respeitar as leis e os trâmites para as licenças ambientais. Além disso, é um dever ter uma política correta para tratar os dejetos e para usar energia elétrica e água.

Comunidade e sociedade

A empresa deve ter ferramentas para responder às reclamações, denúncias e queixas envolvendo a comunidade e a sociedade. Por isso, protestos, petições e abaixo-assinados devem ser analisados com cuidado e sensibilidade.

Cliente

Investir no controle da qualidade, como em consultorias ISO 9001, em projetos de fidelização, em boas ouvidorias, em logística, em atendimento de vendas etc.

Transparência e Governança

Tomar atitudes que reforcem o comportamento honesto. Por exemplo: realizar demonstrações financeiras que passem por auditorias externas ou internas.

Além disso, não sonegar tributos, não comprar itens contrabandeados, não adulterar insumos e não tolerar nem praticar abuso de preços são atitudes necessárias.

Quais as vantagens da Responsabilidade Social Empresarial?

Ter valores e princípios morais ajuda a maximizar oportunidades e a minimizar os riscos. Afinal de contas, a proximidade com parceiros, vizinhança e consumidores se fortalece. Assim, abrem-se caminhos por todas as partes. Veja alguns dos benefícios:

  • Reputação positiva do nome e da marca;
  • Satisfação dos clientes;
  • Melhorias na gestão financeira;
  • Retenção de talentos;
  • Inspiração para os funcionários;
  • Crescimento da produtividade e da capacidade competitiva;
  • Atração de novos parceiros, investidores e fornecedores.

O que diz a ISO 26000 sobre o tema?

A norma ISO 26000 diz que a Responsabilidade Social Empresarial é o compromisso de uma corporação com o desenvolvimento sustentável.

Isso inclui respeito ao meio ambiente, ao bem-estar coletivo e à saúde. Confira a seguir alguns requisitos para obter essa certificação:

  • Não infringir os princípios internacionais dos Direitos Humanos;
  • Cumprimento das leis trabalhistas;
  • Preocupação com a conservação da natureza;
  • Respeito ao consumidor;
  • Práticas de operação dentro da lei e da ética profissional;
  • Participação e Desenvolvimento da Comunidade.

Portanto, a Responsabilidade Social Empresarial é um valor importante para as organizações, principalmente no futuro. Afinal, a preocupação com as causas humanas e ambientais só aumenta.

Por isso, modernizar-se também inclui se adaptar a esse importante conceito. Quer saber mais sobre gestão na atualidade? Então leia também nosso artigo que fala sobre a importância da auditoria de sistemas!

54321
(1 vote. Average 5 of 5)
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *