Os 5 erros gerenciais mais comuns que diminuem as chances de um negócio dar certo

By in
50
Os 5 erros gerenciais mais comuns que diminuem as chances de um negócio dar certo

Você sabia que três em cada dez pequenas empresas brasileiras fecham as portas com apenas dois anos de atividade? Segundo dados do Sebrae, as empresas culpam a falta de clientes, a alta carga tributária, ausência de capital de giro e problemas pessoais, como brigas entre os sócios, pela falência.

Quem é empreendedor sabe que não existe fórmula mágica para um negócio dar certo. Os empresários que sobrevivem aos primeiros e mais turbulentos anos do negócio apontam a capacidade empreendedora, a logística operacional e as habilidades gerenciais como fatores primordiais para o sucesso.

Descontrole no planejamento, nas contas, no atendimento, na equipe e no próprio equilíbrio emocional do empreendedor: a má gestão do negócio pode gerar todos esses problemas dentro da sua empresa. A principal razão para esse erro não é falta de entusiasmo, mas sim de conhecimento.

Separamos alguns dos erros mais comuns nesse início turbulento, acompanhe:

– Não definir metas e objetivos claros: muitos negócios começam sem que seus empreendedores decidam quais são os objetivos e metas daquele negócio. Quando há objetivo definido, é mais fácil manter o foco e tomar decisões conscientes.

– Não envolver a equipe em tomada de decisões: uma empresa é feita por pessoas, ainda que você venda um produto, ou preste um serviço, são as pessoas que estão por trás da cadeia produtiva que dão alma àquele negócio. Se você centraliza todas as decisões, é porque não confia em sua equipe. Se não confia em sua equipe, então, por que está trabalhando com essas pessoas? Ou, será que não é hora de entender o porquê dessa centralização e melhorar este aspecto em si mesmo?

– Criar controles sem entender os processos: muitos empreendedores possuem uma ideia brilhante e sabem exatamente como as colocar em prática, mas, esquecem que, por trás do negócio, para que ele seja seguro e rentável, é necessário que existam processos administrativos e financeiros bem definidos e controlados. Uma só pessoa não consegue ter o viés criativo e administrativo ao mesmo tempo. Abra um negócio com um sócio que entenda da parte administrativa, ou contrate uma consultoria que lhe ajude a definir os principais processos do seu negócio.

– Não planejar: a falta de planejamento pode causar desperdício de recursos, tanto em tempo, como em dinheiro. Possuir um planejamento de longo prazo com relação aos rendimentos, investimentos e custos do negócio através de ferramentas como Budget, Fluxo de Caixa e Previsões é importante para manter o negócio no caminho de suas metas;

– Crie um negócio que tenha um propósito além do lucro: quando há um propósito que engrandeça de alguma forma a comunidade e que esteja pautado em valores fortes de ética e transformação da vida das pessoas, a chance de sucesso pode aumentar significativamente, já que mais pessoas estarão torcendo e ajudando a fazer acontecer a sustentabilidade deste negócio.

Gostou das dicas? Nós, da PGBR, podemos fazer muito pelo seu negócio. Vamos marcar um café e bater um papo?

Fale conosco, clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *