Gestão de fornecedores: saiba o que é e como realizar com eficiência

By in
575
Gestão de fornecedores: saiba o que é e como realizar com eficiência

A gestão de fornecedores é uma peça-chave para o desempenho organizacional. Afinal de contas, a qualidade de insumos e prestações de serviços afeta diretamente as atividades de qualquer empresa.

Nesse sentido, não se pode negar a influência que os parceiros comerciais exercem em quesitos sensíveis como os custos, a eficiência do produto final e a capacidade de atendimento da demanda. Porém o mais importante é que todos esses itens são essenciais para conseguir a satisfação do público.

Por tudo isso, a gestão de fornecedores não pode ser feita de maneira aleatória nem simplista. Quer saber mais? Então acompanhe nosso post e veja como essa tarefa pode ser o segredo para o sucesso.

O que é a gestão de fornecedores?

A gestão de fornecedores é um grupo de regras e de ações para administrar o ciclo de vida dos parceiros comerciais. No entanto, trata-se de uma atividade muito mais abrangente do que apenas conseguir transações vantajosas.

Afinal, a gestão de fornecedores envolve um bom diálogo com esses partners, a supervisão do progresso deles em direção a um bom atendimento, a mediação das relações e também técnicas para engajá-los no cumprimento das metas.

Na realidade, além de peneirar os melhores aliados, a gestão de fornecedores ajuda a criar meios para mantê-los. Ou seja, não é raro encontrar empresas que tratam seus prestadores de serviço da mesma forma que seus clientes. Isso significa trabalhar o vínculo para estimular a sensação de ganha-ganha.

Como a gestão de fornecedores é realizada?

A gestão de fornecedores varia de uma empresa para outra, conforme os interesses de cada companhia. Desse modo, o primeiro passo desse processo é escolher quesitos para avaliar cada contratado.

Além disso, é fundamental que haja uma renovação desse monitoramento periodicamente. Afinal, se hoje a parceira “X” está dentro do padrão, daqui a 6 meses pode não estar mais.

Como esse conjunto de julgamentos deve ser perene, muitas empresas têm optado em contratar auditorias terceirizadas. Assim, é possível assegurar a qualidade de insumos e serviços sem tomar muito tempo dos gestores.

Outro ponto crucial é escolher sistemas de controle, isto é, ferramentas tecnológicas para captar, armazenar e interpretar os dados. Veja a seguir os parâmetros que as empresas geralmente costumam levar em consideração ao pesquisar seus parceiros:

  • Eficiência do serviço prestado ou do produto;
  • Rapidez no atendimento das encomendas;
  • Maleabilidade para alterações naquilo que é solicitado;
  • Valores justos em consonância com o mercado;
  • Know how na área em questão e boa fama no atendimento;
  • Respeito às normas de segurança, de meio ambiente e da saúde dos trabalhadores;
  • Certificações (ISO e outras);
  • Capacidade de proteção de dados com controle de acesso para o sigilo de informações;
  • Estrutura tecnológica aderente à da empresa contratante;
  • Localização que favoreça a logística do seu negócio.

Qual a importância desse gerenciamento para o sucesso corporativo?

Sem uma gestão de fornecedores de ponta, a empresa fica dependendo da sorte para não ter problemas com serviços, entregas e prazos. Porém, o mais importante é que essa atividade possibilita conseguir preços mais vantajosos sem queda da qualidade, entre outros benefícios. Confira algumas das recompensas:

  • Queda nos problemas com consequências negativas para os processos: atrasos, inconformidades e ineficiências;
  • Ajuda para alcançar objetivos mais audaciosos, uma vez que a empresa fica mais segura para crescer;
  • Tranquilidade para cumprir prazos com seus clientes;
  • Suporte para obter a máxima qualidade;
  • Consumidores satisfeitos.

Como qualificar um bom fornecedor?

A gestão de fornecedores é instrumento não apenas para averiguar um parceiro como para ajudá-lo em seu aprimoramento. Diante disso, o preço baixo nem de longe é o principal critério. Evidentemente, valores interessantes são bem-vindos para o planejamento financeiro.

Porém esse é apenas um dos critérios a ser levado em conta. Além disso, há inúmeras formas e modos de pôr essa investigação em prática. Contudo, uma delas é bastante corriqueira no mercado: o questionário ISO 9001!

Ao adotar essa fórmula de levantamento, você pode contratar diretamente os fornecedores que cumprirem mais de 70% das exigências. Entretanto, aqueles que ficarem com notas entre 50% e 70% devem ser submetidos a auditorias in loco. Depois dessa averiguação, é necessário que o fornecedor se adapte para se enquadrar ao modelo de trabalho exigido.

Com essa análise mais profunda do parceiro em potencial, será possível passar as diretrizes do que deve ser feito para se encaixar nas exigências.

Portanto, a gestão de fornecedores é uma tarefa que deve ser prioritária em qualquer empresa. Afinal, esses parceiros podem ajudar, mas também atrapalhar a performance corporativa. Nesse contexto, nada melhor do que organização e supervisão para garantir que nada saia dos trilhos. Que tal saber um pouquinho mais sobre o assunto? Então leia também nosso post que conta como funciona a auditoria de fornecedores!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
54321
(0 votes. Average 0 of 5)
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *