Gestão de crise: como contornar desafios com sucesso!

By in ,
442
Gestão de crise: como contornar desafios com sucesso!

Empresas de todos os segmentos podem atravessar situações delicadas, seja por erros próprios, seja por agentes externos. Nesse sentido, a pandemia do novo coronavírus é um exemplo atual de como os negócios são sensíveis. Por essa razão, investir em conhecimento sobre gestão de crise é um passo administrativo estratégico.

Porém, as organizações enfrentam centenas de outros riscos: excesso de demanda, acidentes, ausência de controle de dados, concorrência etc. Dessa forma, são incontáveis os fatores capazes de mudar a realidade a qualquer instante.

Afinal,  será que seu time está preparado para emergências? Como os colaboradores reagiriam diante de uma circunstância extrema? Quer saber como é possível preparar recursos e pessoas para momentos mais desafiadores? Então leia nosso post e descubra os benefícios da gestão de crise!

O que é a gestão de crise?

A gestão de crise é um conjunto de medidas para reduzir e eliminar as consequências nocivas de um acontecimento ou de uma tendência.

Geralmente, um fato é considerado crítico quando é repentino e traz consequências expressivas. Esse impacto ruim pode ser financeiro, mas também de perda de credibilidade ou de problemas de relações com consumidores.

Qual a importância de colocar a estratégia em prática?

A principal meta da gestão de crise é amenizar os efeitos negativos de ocorrências sérias. Por isso, esse método pode frear prejuízos e reverter quadros caóticos. No entanto, a gestão de crise bem-feita é capaz até mesmo de ajudar no crescimento.

Afinal, circunstâncias desfavoráveis são excelentes caminhos para se reinventar. Não são raros os casos de empresas que fidelizaram clientes em momentos complicados ou até de negócios que nasceram no epicentro de adversidades. Para tanto, a reação da empresa deve surpreender e encantar.

Como fazer uma boa gestão de crise?

A gestão de crise deve começar com a formação de um comitê de colaboradores e lideranças. Além disso, é importante que haja a participação de todos os departamentos envolvidos nessa situação complexa. Assim, é possível dar o passo a passo que vamos ensinar a seguir sem erros. Acompanhe!

Planeje

Por mais que a crise seja desencadeada por imprevistos, é possível estimar quais são as principais ameaças ao negócio. Para tanto, criam-se táticas antecipadas de reação. Dessa forma, seria como um manual do que cada um deve fazer diante do cenário X.

Por exemplo: uma indústria de cosmético pode ensaiar o que seria feito diante da falta de determinado insumo.

Seja rápido

Se é uma crise, logo a questão em jogo é grave. Por isso, reflita e respire antes de tomar decisões. Entretanto, não demore muito para responder ao problema. Quanto mais tempo inerte em um evento arriscado, mais altas são as chances de repercussão nociva.

Tenha uma comunicação clara

Agir com transparência é fundamental na gestão de crise, principalmente quando os clientes são diretamente afetados. Por esse motivo, a empresa deve oferecer sua opinião pública sobre o assunto e divulgar as providências que estão sendo tomadas.

Fortaleça as estruturas operacionais

Mais um passo essencial na gestão de crise é fortalecer a estrutura para que o trabalho não pare, pelo menos não totalmente. Assim, a situação ruim deve ser resolvida sem criar novos obstáculos.

Aprenda com os erros e demonstre empatia

Depois de vivenciar um fato delicado, a empresa deve refletir sobre o ocorrido, principalmente em relação às causas. Dessa forma, os erros da companhia devem ser assumidos e documentados, com empatia e responsabilidade.

Além disso, as táticas utilizadas devem ser registradas para futuro uso. Assim, será mais fácil trabalhar a prevenção de riscos e o controle de qualidade.

Conte com uma equipe de consultoria na gestão de crise

Outra alternativa interessante para a gestão de crise é a consultoria empresarial. Nesse modelo de negócio, é possível terceirizar com confiança até as tarefas mais importantes e difíceis. Assim, um outsourcing contábil, por exemplo, ou até mesmo um outsourcing de melhoria contínua, podem fortalecer a companhia.

Desse modo, ela estará mais preparada para todos os cenários. Além disso, nem sempre as situações complexas são inesperadas. Nesse sentido, uma transferência, uma fusão ou até mesmo a exploração do mercado internacional podem se transformar em circunstâncias delicadas.

No entanto, a boa notícia é que é simples contratar de forma terceirizada profissionais experientes na atuação de conjunturas muito específicas.

Veja só exemplos de cenários nos quais a consultoria pode ajudar:

  • Governança, Riscos e Compliance;
  • Fusões e aquisições
  • Avaliação econômica e financeira;
  • Planejamento Financeiro e Orçamento Empresarial;
  • Recuperação judicial;
  • Laudos de avaliação de ativos;
  • Fraudes, investigações e disputas;
  • Assessoria Técnica em perícias judiciais;
  • Negócios Internacionais;
  • Planejamento societário e planos de sucessão;
  • Soluções e apoio a startups;
  • Soluções em condomínios;
  • Transações corporativas.

Portanto, em inúmeras ocasiões diferentes a consultoria pode ser uma boa solução. Assim, confira os benefícios desses serviços para gestão de crise:

  • Experiência: consultores com vivência em gestão de crise e nas melhores práticas de governança corporativa;
  • Integração: equipe multidisciplinar atua no diagnóstico, na escolha das ações e na supervisão da execução dos planos. Assim, processos, capital intelectual e recursos tecnológicos passam a operar de forma sincronizada;
  • Atendimento personalizado: são criadas respostas condizentes para os obstáculos e desafios da contratante. Para isso, a consultoria adapta os rumos da empresa às boas práticas do mercado e da legislação, levando sempre em conta as condições internas.

Portanto, a gestão de crise merece destaque no planejamento estratégico de qualquer empresa. Afinal, um acontecimento grave afeta a reputação, as finanças, o relacionamento com o público, as operações e a qualidade dos produtos.

No entanto, com ajuda de uma boa consultoria empresarial, fica mais simples ampliar os controles internos. Assim, a companhia reduz os erros, ficando menos vulnerável a cenários difíceis. Que tal aprimorar seus conhecimentos sobre o tema? Siga a PGBR nas redes sociais!

Instagram | Linkedin

 

54321
(1 vote. Average 5 of 5)
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *