Certificações ISO: quais são as principais e como obtê-las

By in ,
625
Certificações ISO: quais são as principais e como obtê-las

No universo corporativo, as certificações ISO (International Organization for Standardization) são bastante conhecidas. Uma vez que esses selos são praticamente sinônimos de qualidade e de cumprimento dos padrões internacionais.

Entretanto, algumas dúvidas são comuns entre os gestores nesse tema. Por exemplo: quais são os benefícios de ser uma empresa ISO? Como obter esse status? Quais certificações ISO são mais indicadas para o seu negócio? Quer saber como descobrir a resposta para essas e outras perguntas? Então confira este post!

O que são as certificações ISO?

As certificações ISO são selos emitidos pela International Organization for Standardization (Organização Internacional de Normatização) às empresas que cumprem as regras da entidade. A instituição formula exigências sobre a comercialização e a produção de mercadorias e serviços.

Na prática, as certificações ISO são o reconhecimento público dessa renomada instituição de que os processos da organização contemplada estão dentro dos mais altos critérios de mercado. Uma organização com selo ISO garante a transparência nas informações.

Antes de conquistar o timbre de ISO, a corporação é submetida a uma análise minuciosa que verificará se todos os critérios exigidos estão em ordem. No nosso país, a concessão desses títulos é fiscalizada pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Quais são os principais tipos de certificações ISO?

As certificações ISO são subdividas em nichos, mais conhecidos como “famílias” ISO. Desse modo, existe a ISO 14.001, que é específica para os investimentos de uma empresa na preservação ambiental.

Além dela, é uma vertente a ISO 22000, que trata da segurança dos alimentos e a ISO 9000, uma das mais famosas, que dispõe sobre os sistemas de gestão da qualidade. Veja os detalhes de algumas dessas certificações ISO!

ISO 9000

A família ISO 9000 apresenta regras para qualificar o gerenciamento da qualidade de processos e produtos. Ao cumprir essa norma, uma corporação garante ao mercado máxima eficiência em suas atividades. Veja as variações dentro da ISO 9000!

  •  9001: é uma das normas mais extensas, que engloba 20 quesitos de qualidade. Nesse caso, ela também regulamenta os processos internos. Por esse motivo, esse selo é um dos mais disputados do mercado;
  • 9004: traça as ações necessárias para a implementação do Sistema de Gestão da Qualidade;
  • 19011: determina as condições para se realizar as auditorias de sistemas de gestão.

ISO 14000

Entre as certificações ISO está a ISO 14000, que reúne modelos e regramentos nas questões ecológicas. Essa norma traz as diretrizes para o sistema de gestão ambiental.

Na prática, a companhia que obtém esse selo quer demonstrar seu compromisso com o meio ambiente. Confira suas ramificações:

  • 14001: trata sobre a criação do Sistema de Gestão Ambiental;
  • 14004: contem exigências para como o Sistema de Gestão Ambiental deve ser aplicado;
  • 14010: refere-se à realização das auditorias;
  • 14031: dispõe sobre a performance ambiental.

ISO 17025

Já a ISO 17025 classifica os laboratórios de calibração e ensaio. Esse selo é uma constatação de que o estabelecimento consegue emitir análises com elevada exatidão. Em outras palavras, é como se fosse um carimbo de eficiência em testes laboratoriais.

ISO 5001

A ISO 5001 aborda a questão do uso racional e equilibrado da energia elétrica pelas indústrias. Por esse motivo, empresas que desejam reduzir os custos com eletricidade costumam apreciar esse certificado.

Além disso, ele está associado à preservação do meio ambiente, já que inclui métodos sustentáveis para alimentar as operações de máquinas e equipamentos.

Como escolher as certificações ISO na sua empresa?

Definir em quais certificações ISO apostar depende muito do segmento de atuação. Além disso, influencia nessa decisão as metas corporativas. Por isso, é preciso pensar no que se pretende conseguir com o documento.

De qualquer forma, as famílias ISO mais conhecidas, abrangentes e que atraem a atenção são as ISO 9000 (qualidade), as ISO 14000 (meio ambiente) e as ISO 5000 (consumo de energia elétrica).

Diante disso, reflita sobre as qualidades e os desafios do seu negócio e, com base na sua realidade, estabeleça em quais certificados sua empresa vai investir.

Quais as etapas para conseguir um certificado ISO?

As certificações ISO são concedidas mediante a processos com diferentes etapas para assegurar a veracidade das informações.

Depois de ser contemplada com esse reconhecimento, as organizações aprovadas precisam renovar suas licenças. Ou seja, os dados são atualizados. Caso a companhia não mantenha o nível, ela perderá sua autenticação. Veja quais são as fases:

  • Diagnóstico: mapeia o cenário atual da companhia e o compara com as regras da norma almejada;
  • Planejamento: cria um cronograma das ações necessárias para a implementação do sistema que estará de acordo com as regras;
  • Implementação: colocar as medidas definidas na fase anterior na prática;
  • Auditorias: as companhias que desejam o certificado devem escolher uma empresa de auditoria certificada pela ISO e pela ABNT. Esse órgão certificador, depois de avaliações pormenorizadas, emitirá ou não o documento.

As certificações ISO são como uma comprovação de qualidade e eficiência. Dessa forma, uma organização garante que é capaz de proporcionar alta performance para investidores e clientes. E, mais do que isso, esses selos podem abrir as portas para o mercado internacional.

Mas existem ainda ganhos internos: geralmente, ao se adequar ao modelo ISO, uma companhia aumenta a sua produtividade, melhorando seus processos e a satisfação do público. Que tal saber mais sobre esse assunto? Baixe agora mesmo o Guia Completo ISO 9001!

 

54321
(0 votes. Average 0 of 5)
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *